UM GUIA PARA IMPLEMENTAR A FUNÇÃO DE PLANEJAMENTO NA SUA AGÊNCIA – Parte 2

A ANATOMIA DE UM PLANNER IDEAL

Então aqui está você, meu amigo planner, com o desafio de começar um departamento de planejamento na sua agência. Normalmente, esta não é uma situação fácil.

Começar do zero ou reestruturar uma área requerem grandes esforços, muita energia e uma equipe tão boa quanto aguerrida. Mas, sem dúvida é uma oportunidade ímpar e extremamente estimulante.

Como eu já trabalhei em um bom número de agências, desde regionais de pequeno porte a grandes multinacionais, sei que as formas de pensar, executar e criar um fluxo para o planejamento variam bastante e dependem do perfil do negócio e da mentalidade das agências.

No entanto, esteja você em uma agência pequena ou grande, com uma orientação mais criativa ou mais de negócio, com repertório ou sem repertório de planning, que conhece Jon Stell ou acha que esse nome é de algum concorrente da Gerdau, existem direcionamentos e pontos comuns a quem estiver no comando e sendo desafiado.

Aqui, o que penso ser fundamental para quem tem a missão embaixo do braço:

1. SAIBA O QUE VOCÊ QUER

Sim, tão óbvio quanto imprescindível. Se você não souber onde quer chegar, que tipo de planejamento implementar, qual mindset criar dificilmente terá sucesso.

Tenha uma visão clara sobre o que é preciso para praticar o planejamento que você acredita. Transmita esta visão para as lideranças da agência, tenho o apoio deles, busque o perfil de equipe coerente a esta visão e trabalhe para, pouco a pouco, evidenciar essa crença.

Nunca perca de vista que você é e precisa se comportar como um líder. Para a sua equipe, para seus colegas de agência e seus clientes. Você é a referência e esta será a sua responsabilidade. Você é o capitão do time amigo.

2. COMPROVE CRIANDO O SEU VALOR

Esta não é assim tão óbvia quanto parece. Primeiro porque vai levar tempo para comprovar o seu valor. Isto não vai acontecer no primeiro, segundo, terceiro jobs. É uma questão de médio a longo prazo.

O seu valor também será comprovado no dia a dia. Na sua postura, e na postura do seu time, em relação às entregas aos clientes e no relacionamento com seus colegas de agência.

Enquanto você estiver criando uma cultura de planning (próximo ponto) você também estará trabalhando de acordo com a cultura pré-existente da sua agência. Ou seja, não queira mudar as coisas de um dia para o outro, porque você vai dar com a cara na parede.

Seja esperto. Traga as pessoas para o seu lado e depois interfira no processo. Escute, sinta o clima, entenda como as pessoas pensam, como elas estão receptivas à idéia de trabalhar como esse bicho novo – que logo logo vai impactar no jeito que elas trabalham – chamado planejamento.

Muito provavelmente não seja na primeira oportunidade que você vai conseguir levar aquele puta insight, planejar antes dos caras criarem, planejar como você acredita. Talvez, no início dos dias do planning na sua agência, você vai ter que fazer muita sondagem na rua, mostrar muito a cara do consumidor, mostrar muito do que é o básico de planejamento. Faz parte, e será preciso.

Principalmente, veja como você vai conseguir (palavrinha maldita) agregar valor aos poucos. Para o cliente, isso pode representar ajudar a fazer uma pesquisa que traga informação com a qualidade que ele nunca teve, ou para a criação levar referências que ajudem a abrir a cabeça durante o processo criativo.

Existem muitas formas de você e o seu time agregarem no início e esteja preparado para fazer uma limonada caprichada por trás de cada limãozinho que cair no seu colo ou estiver rolando no pé de cada atendimento da agência. Aliás, vá atrás desses pequenos limões, mesmo que a casca esteja bem suja. Eles vão ajudar e catalisar a sua validação.

3. CRIE UMA CULTURA DE PLANNING (DE DENTRO PARA FORA)

Bom, se você é um planner, você é, também, um idealista (se você não for idealista começo a duvidar do seu potencial). E como bom idealista você quer mudar o mundo, ou pelo menos agora que você lidera um departamento de planejamento, quer fazer do seu jeito. E isso é bom.

Então garanta que o seu jeito vire um pensamento e o pensamento vire uma cultura. E ela começa com e pela sua equipe. Mais do que comprar as suas idéias, sua equipe precisa acreditar nela para colocar esta crença no jeito de olhar e fazer as coisas.

Este primeiro passo com o seu time não é complicado. Afinal, você estará lidando com outros idealistas: mais jovens, sem tanta experiência, e que estão loucos para terem alguém em quem acreditar. Uma vez que todos começarem a remar com a mesma energia, a cultura se estabelece naturalmente.

O que é mais complicado é levar o pensamento e a cultura de planejamento para fora, para a agência como um todo. E saiba que isto vai levar tempo. Talvez você encontre os primeiros parceiros na criação. Talvez não. Pode ser que o atendimento, e sua proximidade do cliente, lhe ajude mais.

Tudo vai depender das cabeças (e da abertura delas) com quem você trabalha e da cultura e perfil da agência que está lhe dando carta branca para estabelecer o planejamento.

Busque criar a cultura de planejamento desde o primeiro dia. No curto prazo, ajudará a transmitir aos seus planejadores um norte, deixá-los seguros e inspirá-los. E para a agência é o que vai contribuir para um produto final melhor (criativo, estratégico, eficiente) no médio e longo prazo.

Agora, mãos a obra e boa sorte.

Ramiro Amaral é diretor de planejamento na Wunderman. Já passou por agências como McCann, Loducca, DCS, entre outras.

Anúncios

Sobre André Castro

Formado em Publicidade e Propaganda pela Universidade do Norte - UNINORTE e MBA em Marketing pela Universidade Gama Filho. Há 10 anos atuando em Agências de Publicidade e setores de Marketing de grandes empresas em Manaus. Atualmente é planner na agência R2 Comunicação. Ver todos os artigos de André Castro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: